• Editoria

A Biblioteca e os fenômenos tecnológicos emergentes e disruptivos


Por Milena Passarini*


Estamos imersos na era digital e é possível perceber que a vida contemporânea está interligada neste cenário dinâmico. Neste ciberespaço nos comunicamos, trabalhamos, conseguimos informações, adquirimos conhecimento.


Diante disso, as bibliotecas têm demonstrado o interesse em fomentar ferramentas de comunicação para estreitar os laços dos bibliotecários e os usuários em potencial. A preocupação é identificar essas tendências e definir estratégias efetivas das funções e responsabilidades dos bibliotecários no momento e no futuro, visando o reconhecimento e fortalecimento de um ambiente propício para aprendizagem.


Esta preocupação contemporânea das bibliotecas universitárias em socializar o conhecimento é influenciada também por seus usuários, que estão cada vez mais imersos tecnologicamente nas TIC, o que os coloca num ambiente informacional amplo e global. Deste modo, este novo perfil de usuários caracterizados como nativos digitais, traz o desafio às bibliotecas universitárias de estar em constante processo de inovação em seus serviços informacionais e em suas abordagens (Silva et al. 2017).


Baseado então no contexto de inovação e tecnologia, o profissional bibliotecário promove uma conexão entre as bibliotecas e seu público, desenvolvendo sistemas e serviços, bem como dispositivos eletrônicos conectados à internet, pois demonstra ser o canal mais eficiente quanto a potencialidade de acesso a informação, a independência do usuário na busca e da obtenção de uma informação fidedigna (Araújo, Loureiro, Freire; 2014).


No âmbito do cenário informacional, uma das iniciativas praticadas pelas bibliotecas é a aplicação em tecnologias baseadas na web; são os canais de mídias sociais, que englobam pessoas que movimentam um fluxo de informações, desempenhando a função de disseminadores virtuais de informações em blogs, Facebook, Twitter. Essas soluções são pertinentes para o cenário atual mas outras soluções devem ser planejadas, para que respondam de maneira eficiente as demandas informacionais cada vez mais rigorosas, que correspondam as expectativas neste ambiente tecnológico.


Essas redes sociais são visualizados informações em que estudantes, pesquisadores e pessoas, publicam conteúdos, compartilham informações, interagem com outras pessoas propiciando participar ativamente na construção do conhecimento; portanto, as redes sociais podem contribuir no avanço de comunicação, qualidade dos serviços prestados e produtos bibliotecários.


É determinante que o profissional da informação inove, trazendo para a biblioteca novas formas de se relacionar com o usuário, atendendo ao cenário de cultura virtual - através de canais formais ou informais - cultura essa cada vez mais consolidada em nossa sociedade, frutos das transformações provenientes da contemporaneidade (Araújo, Loureiro, Freire, 2014).


Referências Bibliográficas


ARAÚJO, Walqueline Silva; LOUREIRO, José Mauro Matheus; FREIRE, Gustavo Henrique Araújo. Bibliotecas, usuários e tecnologias info-comunicacionais: perspectivas e transformações. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, [S.l.], v. 7, n. 2, jan. 2015. ISSN 1983-5213. Disponível em: <http://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/12016>.


SILVA, Elaine Cristina de Souza Silva, HORIMI, Drielen, REIS, Sandra Gomes de Oliveira, ZANINELLI, Thais Batista. Estratégia de inovação em bibliotecas universitárias: foco nas gerações y e z. Colóquio em organização, acesso e apropriação da informática e do conhecimento. 2017. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/cinf/index.php/coaic2017/coaic2017/paper/viewFile/495/338>.


SORDI, Neide Alves Dias de. Qual o papel do bibliotecário no futuro – as bibliotecas, como as conhecemos, sobreviverão às transformações digitais?. Innova Gestão. 2017. Disponível em: < https://www.innovagestao.com.br/2017/02/qual-o-papel-do-bibliotecario-no-futuro-as-bibliotecas-como-as-conhecemos-sobreviverao-as-transformacoes-digitais/>.


*Milena Ferreira Passarini é aluna do curso de Biblioteconomia da Universo e professora da Rede Estadual de Minas Gerais (Disciplina de Ciências/Biologia).


0 visualização

O portal do curso de Biblioteconomia EaD da

Universo - Universidade Salgado de Oliveira

21 2138-4897

gestor.biblioteconomia@ead.universo.edu.br

Rua Marechal Deodoro, 217 - Centro
Niterói - RJ - 
CEP: 24030-060

Todos os direitos reservados, 2020